Início>Existem outros cuidados a ter?

Na presença de diferentes equipamentos, podem ainda ocorrer interferências provocadas pela emissão de radiações, podendo o funcionamento dos mesmos ser de alguma forma afetado. Em determinadas circunstâncias e locais, torna-se necessário verificar qual o valor máximo de campo eletromagnético a que um dispositivo, aparelho ou sistema pode ser exposto, mantendo as suas características de funcionamento e sem produzir ele próprio interferências eletromagnéticas intoleráveis para outros equipamentos que se encontrem no seu ambiente (ou seja, determinar o Limite de Compatibilidade Eletromagnética).

Radiação dos Equipamentos Hospitalares

Esta questão torna-se ainda mais pertinente junto dos dispositivos médicos de monitorização ou de suporte à vida, como os existentes em blocos operatórios ou unidades de cuidados intensivos, pois qualquer alteração no seu funcionamento pode criar problemas graves na saúde de um dado paciente, especialmente tendo em conta que existe uma utilização cada vez mais generalizada de sistemas de comunicação no interior de unidades de saúde.

Existem normas especificas para os equipamentos hospitalares onde se encontram definidos os níveis de imunidade que os vários equipamentos têm de garantir e um conjunto de testes para verificar se um determinado equipamento garante os níveis de imunidade estabelecidos.

Sendo assim, em cenários hospitalares, (ver figura), a análise de conformidade é feita comparando os valores medidos no local não só com o limite de exposição humana para o público em geral, mas também com o Limite de Compatibilidade Eletromagnética. Esta análise é apenas realizada em locais onde haja equipamento para o qual se tenha de garantir os níveis de imunidade a interferências eletromagnéticas, como nos locais onde existe equipamento de suporte à vida.

2020-10-20T16:34:26+00:00
Go to Top