Início>As Antenas

As antenas das estações base estão tipicamente montadas em torres e mastros, ou no topo e nas fachadas de edifícios. Não é raro encontrar também instalações em postes de iluminação pública, em depósitos de água, no interior edifícios, etc.

As antenas não emitem radiação de igual forma em todas as direções do espaço, o que significa que o nível de radiação não é o mesmo em toda a área circundante à antena. Esta propriedade é designada por direcionalidade da antena.

Nos sistemas de comunicações móveis celulares usam-se geralmente dois tipos de antenas: as antenas omnidirecionais,  que radiam igualmente no plano horizontal e as antenas diretivas, que radiam essencialmente num dado setor do espaço. A grande diferença entre estes dois tipos de antena é portanto a forma como distribuem a radiação no espaço. À representação espacial dos níveis de radiação de uma antena chama-se diagrama de radiação. Podem-se observar exemplos de diagramas de radiação nas figuras.

Representação da radiação emitida por uma antena omnidirecional
Representação da radiação emitida por uma antena omnidirecional
(imagens obtidas através do programa EMF-Visual, Antennessa).

Na figura com a radiação emitido por uma antena omnidirecional as zonas a sombreado concentram a radiação emitida. Pode-se observar que, no plano horizontal, a radiação é distribuída da mesma forma por todo o espaço. Já na figura com a radiação proveniente de uma antena diretiva, observa-se que a radiação é essencialmente distribuída numa direção bem definida do espaço.

Uma característica comum a estes dois tipos de antena e que se pode constatar quer nas figuras, é que a radiação é geralmente inclinada para o solo. A inclinação dos diagramas de radiação pode ser feita mecânica ou eletricamente.

Tipicamente, distinguem-se duas zonas de radiação dos campos eletromagnéticos provenientes de uma antena: a zona próxima e a zona distante. A zona próxima vai desde a antena até à distância de alguns comprimentos de onda e caracteriza-se por apresentar uma relação bastante complexa entre os campos elétrico e magnético. A zona distante estende-se desde o limiar da zona próxima até ao infinito e caracteriza-se por os campos elétrico e magnético apresentarem uma relação bem conhecida e serem perpendiculares entre si.

Representação da radiação emitida por uma antena diretiva

Representação da radiação emitida por uma antena diretiva
(imagens obtidas através do programa EMF-Visual, Antennessa).

Zona distante e zona próxima de uma antena

Zona distante e zona próxima de uma antena.

2020-10-20T18:06:19+00:00
Go to Top